Buscar
  • Juliana Bertoletti

O conto da mulher multitarefa

Olá, tudo bem? Hoje é 8 de março, o dia que se comemora o Dia Internacional da Mulher.


Aliás, o mês de março tem sido dedicado a discutir as questões relacionadas ao universo feminino, e hoje eu trago um assunto que é bem conhecido da maioria das mulheres: ser MULTITAREFA.


Pesquisas científicas já foram realizadas sobre as diferenças entre homens e mulheres nas habilidades de realizar tarefas diferentes em um período de tempo limitado: alguns estudos provam a superioridade feminina, outro não.



O fato é que existe um estereótipo popular que afirma que as mulheres são mais capazes de desempenhar atividades diferentes com melhor desenvoltura que os homens, mas é mais provável que tal pensamento venha da conhecida “tripla jornada” feminina: filhos, família, trabalho. Algo que parece fácil, mas que pode custar caro para a sua saúde a longo prazo.


Independente do gênero, é certo que quando nos envolvemos com muitas atividades ao mesmo tempo, o nosso cérebro não consegue dar a máxima atenção para cada uma delas. E em algum momento nós precisamos PRIORIZAR, dependendo do contexto de vida naquele momento!


Eu vejo que aí mora o perigo para muitas mulheres, quando exigem de si 100% de aproveitamento em todas as áreas da sua vida. E a realidade é bem diferente: em alguns momentos é preciso focar no trabalho, em outros você vai precisar estar mais disponível para os filhos e para o seu relacionamento.


A cada fase você pode ter demandas mais importantes, mas é VOCÊ que precisa defini-las de acordo com a sua cabeça e o seu coração. Para ser multitarefa sem perder o foco também é importante periodicamente fazer uma reflexão sobre o que ainda tem espaço na sua agenda e na sua vida. Se não faz mais sentido, é hora de se despedir.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo